sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Preso no tempo...








Cheguei com ele, num dia de chuva, final de ano.
Principio do mundo, no meu novo mundo...
Não me recordo onde estava antes de chegar a este lugar.
Com ele, tive as primeiras memórias da vida...desta nova existência.

Quis e procurei saber, onde estava antes de me plantarem aqui.
Essência, indaguei a minha, e o que fazia antes.
Descobri, imagens e gentes do antes,que já foi meu.
O meu passado já estava ligado a outro futuro,outro mundo.

Hoje, e o amanhã deste tempo,são a minha actualidade.
O meu passado já está ligado desde sempre ao meu futuro.
Cheguei e todos chegaremos, mais tarde com o tempo partiremos...
Reiniciaremos infinitivamente a chegada e a partida.

Somos uma planta ,uma árvore, que morre e renasce sempre...
Prisioneira, plantada no tempo.
Sem poder gritar, fugir...
Queria enfentá-lo, lutar, e finalmente vencê-lo.

Queria ser como o vento que passa e volta sempre.
Viver eternamente como o tempo, sem ele.

O Mar...da Cova.

O Mar...da Cova.
Praia da cova...teu mar é imenso,tem muitas estórias para contar.Quando era criança quis alcançar o teu fim...nos meus pensamentos.O teu horizonte era a minha amante longínqua...As dunas a cama aonde um dia me iria deitar contigo...

Que dia é hoje?

Só existem dois dias no ano,em que nada se deve fazer.
Um chama-se ontem,e o outro amanhã.
Por isso hoje é o dia para amar,crer,fazer e principalmente viver...

Ponte dos Arcos...na Gala

Ponte dos Arcos...na Gala
Velha Ponte dos Arcos...Ponte da minha infãncia.Tua vida chegou ao fim...mas a tua imagem ficará sempre em mim.Olhas o rio,como quem olha o espelho da vida.Já viste alguém nascer...quem sabe!Não evitas-te que junto a ti alguém morresse.

Praia da Cova...

Praia da Cova...
O perfume do teu mar...é o presente,foi o passado e será o futuro da minha existência...