sábado, 7 de novembro de 2009

Aquelas Noites...Contigo...


Na pequenez do meu mundo,e dos meus sapatos...
Aquela exiguidade da minha mocidade,magnificência de fantasia...
Água do rio que corria sem parar,e me levava para além do teu olhar.
O anoitecer dos nossos pensamentos,ancorados na nossa ilha deserta...
Os excessos que não sabiamos evitar...
A loucura da noite,que penetrava em nossos desvairados desejos repetidos e outros nunca realizados.
As luzes da cidade,ali tão perto e a traineira que partia,partia...fugia deixando-nos finalmente sós...
O mar que abria os braços ao rio ,e eu que te dava os meus...
A traineira já tinha morrido no horizonte...deixando-nos no nosso leito de areia.
Agora tudo já não passa de uma ficção fabulosa, levada pelo vento...
Agora luto desperado para poder reviver... com as cinzas dessa existência.

(em"Aquelas Noites...Contigo...")

O Mar...da Cova.

O Mar...da Cova.
Praia da cova...teu mar é imenso,tem muitas estórias para contar.Quando era criança quis alcançar o teu fim...nos meus pensamentos.O teu horizonte era a minha amante longínqua...As dunas a cama aonde um dia me iria deitar contigo...

Que dia é hoje?

Só existem dois dias no ano,em que nada se deve fazer.
Um chama-se ontem,e o outro amanhã.
Por isso hoje é o dia para amar,crer,fazer e principalmente viver...

Ponte dos Arcos...na Gala

Ponte dos Arcos...na Gala
Velha Ponte dos Arcos...Ponte da minha infãncia.Tua vida chegou ao fim...mas a tua imagem ficará sempre em mim.Olhas o rio,como quem olha o espelho da vida.Já viste alguém nascer...quem sabe!Não evitas-te que junto a ti alguém morresse.

Praia da Cova...

Praia da Cova...
O perfume do teu mar...é o presente,foi o passado e será o futuro da minha existência...