terça-feira, 2 de agosto de 2011

O Pinheiro...

Olhar "teu" e meu quando passo por ti.
Presença imprescindível do meu quotidiano.
Quem te plantou aí, onde estará agora!
Quem te destruírá,quem será?
Cresceste,enquanto nós crescíamos... 
Morrerás depois de nós e antes de outros que mais tarde chegarão...
Pinheiro da minha aldeia por detrás daquele casario...
Pinheiro da minha e outras vidas já vividas.
Da passarada que poisa lá alto,e oferece um novo dia ao amanhecer...
Já tão perto das águas do nosso rio.
És ãmago de muitos,que todos os dias por ali passam .
És força,luta e vida enquanto aí estiveres,eu passar e olhar para ti...

O Mar...da Cova.

O Mar...da Cova.
Praia da cova...teu mar é imenso,tem muitas estórias para contar.Quando era criança quis alcançar o teu fim...nos meus pensamentos.O teu horizonte era a minha amante longínqua...As dunas a cama aonde um dia me iria deitar contigo...

Que dia é hoje?

Só existem dois dias no ano,em que nada se deve fazer.
Um chama-se ontem,e o outro amanhã.
Por isso hoje é o dia para amar,crer,fazer e principalmente viver...

Ponte dos Arcos...na Gala

Ponte dos Arcos...na Gala
Velha Ponte dos Arcos...Ponte da minha infãncia.Tua vida chegou ao fim...mas a tua imagem ficará sempre em mim.Olhas o rio,como quem olha o espelho da vida.Já viste alguém nascer...quem sabe!Não evitas-te que junto a ti alguém morresse.

Praia da Cova...

Praia da Cova...
O perfume do teu mar...é o presente,foi o passado e será o futuro da minha existência...