domingo, 10 de maio de 2009

Joaquim Agostinho...Um Campeão de Outros Tempos


Joaquim Agostinho,o maior ciclista Português de todos os tempos,faleceu no dia 10 de Maio de 1984,derivado a uma queda sofrida numa etapa na volta ao Algarve,faz hoje exactamente 25 anos.
Nasceu no dia 7 de Abril de 1943 em Brejenjas, freguesia da Silveira, concelho de Torres Vedras. Joaquim Agostinho começou a praticar ciclismo no Sporting Clube de Portugal, equipa que o descobriu.
Começou a praticar já relativamente tarde a modalidade,tinha então 25 anos.
Obteve grandes êxitos a nível nacional e internacional.
Foi um dos meus ídolos de jovem,recordo-me de uma etapa com chegada à Figueira da Foz,salvo erro em 1972,se a memória não me atraiçoa...em que tive a oportunidade de o ver a cortar a meta isolado com mais de 15 minutos de vantagem,sobre o segundo classificado da etapa.
Era um poço de força e coragem. No imaginário colectivo permanece a memória da simplicidade do homem que, aos 25 anos, trocou a enxada pela bicicleta, conquistou os Alpes e o coração dos portugueses. Agostinho era, acima de tudo, um símbolo de esperança .
A sua carreira internacional tem como destaque dois terceiros lugares na volta à França e um segundo lugar na volta à Espanha,aonde foi claramente roubado,ficando a 11 segundos da vitória final,em que a contagem dos tempos foi manipulada pela organização,para dar o primeiro lugar a José Manuel Fuentes, tendo em condições normais terminado em primeiro lugar.
Era então um ciclista de renome internacional,muito respeitado e temido em todas as provas que participava.Levou o nome de Portugal às bocas do Mundo,pelos feitos desportivos que alcançou,nos seus tempos de glória.
Venceu a volta a Portugal por 3 vezes em 5 vezes que participou,além de muitas outras provas de prestígio internacional onde deixou o seu "cunho" pessoal.
A minha homenagem ao maior ciclista Português de todos os tempos.
(em "Joaquim Agostinho,o Maior Ciclista Portugês de Todos osTempos")

O Mar...da Cova.

O Mar...da Cova.
Praia da cova...teu mar é imenso,tem muitas estórias para contar.Quando era criança quis alcançar o teu fim...nos meus pensamentos.O teu horizonte era a minha amante longínqua...As dunas a cama aonde um dia me iria deitar contigo...

Que dia é hoje?

Só existem dois dias no ano,em que nada se deve fazer.
Um chama-se ontem,e o outro amanhã.
Por isso hoje é o dia para amar,crer,fazer e principalmente viver...

Ponte dos Arcos...na Gala

Ponte dos Arcos...na Gala
Velha Ponte dos Arcos...Ponte da minha infãncia.Tua vida chegou ao fim...mas a tua imagem ficará sempre em mim.Olhas o rio,como quem olha o espelho da vida.Já viste alguém nascer...quem sabe!Não evitas-te que junto a ti alguém morresse.

Praia da Cova...

Praia da Cova...
O perfume do teu mar...é o presente,foi o passado e será o futuro da minha existência...