sábado, 11 de dezembro de 2010

Recanto e Encanto de Outros Tempos...

Como é linda a minha terra...
Mas,como era belo aquele lugar de outrora...
Botes e bateiras ancorados e espalhados nas águas calmas do meu rio!
Velhos palheiros,que vigiavam, viam o sol nascer sobre rio, e derramar luz sobre a aldeia.
Velhos pescadores da Terra Nova,que chegavam, partiam e acabaram por vir morrer aqui...
Meu velho portinho de abrigo,refúgio da minha alma e de outras que o tempo apagou...
Testemunha do sofrimento deste povo, tantas vezes dissimuladas em alegrias de coragem e força de continuar...
Encanto meu...meu lugar oculto, esconderijo desaparecido,imaginário irreal da terra onde nasci...
(em"Recanto e Encanto de Outros Tempos...")

Foto tirada do livro "Entre Mar e Rio"

4 comentários:

  1. Uma marina à maneira antiga enterrada pra sempre,ainda me pergunto quem foram os culpados e porque deixaram que isso acontece-se

    ResponderEliminar
  2. Como acabei agora de ler na outra margem,o progresso,nem sempre respeita coisas que são issenciais para as pessoas,o que infelizmente é bem verdade.
    O seu grito à lembrança daquele portinho de abrigo ali pertinho de mim,também o senti, gostei imenso.
    Uma muito boa noite.

    ResponderEliminar
  3. Uma borda do rio unica ! Unica porque foi aqui que eu nasci e fui criado. Unica porque foi aqui que passei a minha infancia e juventude. Unica porque foi aqui que aprendi a nadar,a pescar e a ser Homem trabalhando nestas aguas. Ainda hoje, passados tantos anos e tao longe desse lugar, ha quem me chame 'Ze da borda do rio',a minha borda do rio que ja nao existe. E é pena...

    ResponderEliminar
  4. Marta Santos - Coimbra19 de dezembro de 2010 às 17:32

    Queria simplesmente desejar,um santo feliz Natal!
    Adorei ler aquilo que escreveu,embora conheça mal o lugar,que a foto mostra.
    São no entanto lindos os sentimentos do passado neste caso concreto.
    As minhas cordiais saudações.

    ResponderEliminar

O Mar...da Cova.

O Mar...da Cova.
Praia da cova...teu mar é imenso,tem muitas estórias para contar.Quando era criança quis alcançar o teu fim...nos meus pensamentos.O teu horizonte era a minha amante longínqua...As dunas a cama aonde um dia me iria deitar contigo...

Que dia é hoje?

Só existem dois dias no ano,em que nada se deve fazer.
Um chama-se ontem,e o outro amanhã.
Por isso hoje é o dia para amar,crer,fazer e principalmente viver...

Ponte dos Arcos...na Gala

Ponte dos Arcos...na Gala
Velha Ponte dos Arcos...Ponte da minha infãncia.Tua vida chegou ao fim...mas a tua imagem ficará sempre em mim.Olhas o rio,como quem olha o espelho da vida.Já viste alguém nascer...quem sabe!Não evitas-te que junto a ti alguém morresse.

Praia da Cova...

Praia da Cova...
O perfume do teu mar...é o presente,foi o passado e será o futuro da minha existência...