sábado, 8 de fevereiro de 2014

EFEMÉRIDES - Navio-escola Sagres é incorporado na Marinha Portuguesa



A 8 de fevereiro de 1962, içou a bandeira nacional pela primeira vez.
O actual Sagres é o terceiro navio com esse nome a desempenhar funções de instrução náutica na Marinha Portuguesa, sendo por isso, também conhecido por "Sagres III".  
Foi construído nos estaleiros da Blohm & Voss, em Hamburgo.
O Navio-escola Sagres, que já se chamou ‘Albert Leo Schlageter’ e ‘Guanabara’, foi adquirido pela Marinha portuguesa em 1961, para dar lugar à antiga ‘Sagres’, que não dispunha de condições para prosseguir as viagens de instrução programadas.
Portugal investiu 150 mil dólares no Sagres, que herdou símbolos e o próprio nome, navegando, desde então, por 60 países, numa distância equivalente a três voltas ao mundo.  É o navio mais conhecido desta componente das Forças Armadas Portuguesas, identificado pelas suas velas ostentando a cruz da Ordem de Cristo. 
Esta embarcação tem como missão permitir o treino e o contacto com a vida no mar aos cadetes da Escola Naval, futuros oficiais da Marinha Portuguesa. Complementarmente, é utilizado na representação nacional e internacional da Marinha e de Portugal.

O Mar...da Cova.

O Mar...da Cova.
Praia da cova...teu mar é imenso,tem muitas estórias para contar.Quando era criança quis alcançar o teu fim...nos meus pensamentos.O teu horizonte era a minha amante longínqua...As dunas a cama aonde um dia me iria deitar contigo...

Que dia é hoje?

Só existem dois dias no ano,em que nada se deve fazer.
Um chama-se ontem,e o outro amanhã.
Por isso hoje é o dia para amar,crer,fazer e principalmente viver...

Ponte dos Arcos...na Gala

Ponte dos Arcos...na Gala
Velha Ponte dos Arcos...Ponte da minha infãncia.Tua vida chegou ao fim...mas a tua imagem ficará sempre em mim.Olhas o rio,como quem olha o espelho da vida.Já viste alguém nascer...quem sabe!Não evitas-te que junto a ti alguém morresse.

Praia da Cova...

Praia da Cova...
O perfume do teu mar...é o presente,foi o passado e será o futuro da minha existência...