sábado, 17 de janeiro de 2009

As Palavras...

O homem não vive só de pão,nem morre só por falta dele.
Pode sim,viver e morrer,mercê de certas palavras.
Dizia Pitágoras que os números regem o universo. O universo é matemática,e matemático o seu autor.
Mas se os números regem o mundo,as palavras regem os homens.
E se as há que lhes dão vida,outras há,à sombra das quais,os homens perpetram os crimes mais horrorosos.
As palavras, espoam na mente falando,são o melhor e a pior das coisas.
A palavra foi concedida ao homem para esconder o seu pensamento...
A palavra é o simples sopro da voz...
A palavra é uma fuga...
A palavra põe-se à frente do silêncio,tapando-lhe a boca.
As palavras nasceram para dar nome às ideias e para as veicular...no tempo e no espaço...

(em ("As Palavras")

O Mar...da Cova.

O Mar...da Cova.
Praia da cova...teu mar é imenso,tem muitas estórias para contar.Quando era criança quis alcançar o teu fim...nos meus pensamentos.O teu horizonte era a minha amante longínqua...As dunas a cama aonde um dia me iria deitar contigo...

Que dia é hoje?

Só existem dois dias no ano,em que nada se deve fazer.
Um chama-se ontem,e o outro amanhã.
Por isso hoje é o dia para amar,crer,fazer e principalmente viver...

Ponte dos Arcos...na Gala

Ponte dos Arcos...na Gala
Velha Ponte dos Arcos...Ponte da minha infãncia.Tua vida chegou ao fim...mas a tua imagem ficará sempre em mim.Olhas o rio,como quem olha o espelho da vida.Já viste alguém nascer...quem sabe!Não evitas-te que junto a ti alguém morresse.

Praia da Cova...

Praia da Cova...
O perfume do teu mar...é o presente,foi o passado e será o futuro da minha existência...